Arquivo de Tag | VALORIZAÇÃO

GOSTE DE VOCÊ PRIMEIRO …

abaaNão vou dizer que é FÁCIL, afinal de contas, gostar é uma MERDA, mas… a regra básica é: GOSTE DE VOCÊ PRIMEIRO, sempre! E isso é conselho de mãe!
Permita-se ficar indignada, mas por um curto espaço de tempo. Não passe o resto da sua existência indignada com alguma situação.
JAMAIS sofra por quem não perderá SE QUER um minuto sofrendo por não te ter ao lado. Aliás, antes de sofrer por alguém que não te merece, simplesmente porque não te respeita, lembre-se que agora mesmo, em vários hospitais, há milhões de pessoas indo, mas indo para nunca mais voltarem. Em um eterno estado irreversível. E esta dor sim, merece respeito e consideração. Mas afinal, o que é este tal de “gostar de você primeiro” que todo mundo fala? Sabe quando você vira o mundo de ponta  cabeça para conseguir fazer uma surpresinha para agradar o ilustríssimo amor? Sabe quando você pede dinheiro emprestado até para quem não gosta de você, para conseguir encontrá-lo? Sabe quando você implora para sua amiga deixar você colocar seu chip no celular dela, porque ficou sem bateria e precisa responder aquela mensagem para o queridíssimo? Pois é… Tudo isso é gostar DELE PRIMEIRO. Tudo o que você faz por ele, pelo relacionamento, você está colocando na frente de você mesma! Logo, gostar de VOCÊ PRIMEIRO é quando ao invés de você usar suas últimas moedas para comprar um presentinho para agradar o cara, usar para comprar aquela maquiagem nova que você está querendo! Ao invés de ficar com ele quando e SOMENTE quando ELE quer te ver, fique com ele quando você tiver vontade! Gostar de você primeiro é colocar você literalmente na frente dele, do que você sente por ele, do que você quer com ele, dele, ele, ele…. Pense no que VOCÊ quer, e faça para você PRIMEIRO. Pense no que você quer comprar e compre para VOCÊ primeiro… E caso sobre, caso queira e SOMENTE depois de fazer PARA você, POR você, aí você pode pensar se compensa o esforço e fazer pelo moçoilo. Gostar de você primeiro é fazer aquele curso que você queria, comprar roupas novas, maquiagens, arrumar seu cabelo, ir e vir para onde e quando quiser e principalmente não dar importância ALGUMA para o glorioso homem quando ele decidir numa bela manhã que não te quer mais. Perca seu tempo com coisas para você. Se importe com o seu bem estar. Ele não quer mais? Problema é dele. Quem está PERDENDO? ELE! Goste de você primeiro. SEMPRE!

Se ele não te quer mais, acostume-se!

Tenho reparado nas estatísticas deste espaço, que muita gente passa por aqui com a finalidade de encontrar respostas *principalmente* para resolver problemas de relacionamento, seja com o namorado, com o ex, ou com qualquer pessoa que tenha passado de forma mais intensa. Então, vamos lá:

Em primeiro lugar, tenha em mente que quando um não quer, dois não brigam. E isto vale para a vida toda. Doa à quem doer.
É ruim, eu sei. Machuca, dói, te arrebenta por dentro, mas infelizmente (ou felizmente, e isso você só vai descobrir no futuro), você tem que cair na real.
Vocês podem ter vivido uma longa e emocionante história de amor durante 10 anos, ou uma intensa e inesquecível paixão durante 3 meses, não importa.
Acabou, acabou e você tem que saber a hora de parar.
Tudo bem que tudo foi muito bonitinho, que você ainda acredita que tinha tudo para dar certo, que vocês dois combinavam como ninguém e blá blá blá.
Isso tudo também não importa mais.
Você não importa mais para ele. Ele não quer saber mais de você. Ele já está em outra e nem se lembra mais de nada do que foi bonitinho entre vocês, nem do beijo, nem da sua pele macia, nem do seu perfume, nada. ELE TE ESQUECEU. Esqueceu porque para ele você não é mais importante.
Entenda: Ele fez a escolha dele.
Por mais errada e desencontrada que seja, foi a escolha DELE.
Não importa se ele está namorando com uma menina 10 anos mais nova que você ou que tem idade para ser sua mãe. Tudo isso é problema dele. Só dele.
A única coisa que te importa é que você é bonita demais, inteligente demais para passar por isso.
Tem uma vida inteirinha pela frente para encontrar um homem que te dê o devido valor, que te enxergue como mulher, que cuide de você e dê a paz que você precisa. Alguém que será mais novo que ele, ou talvez até mais velho…Porque não? Mas com certeza é alguém que dará valor à você, terá orgulho de mostrar para todo mundo que você é a namorada dele, porque este sim vai saber reconhecer as suas qualidades perfeitamente bem. E quanto ao outro?  Ele fez a escolha dele. 
Você é realizada profissionalmente, é independente, paga as suas contas, está sempre estudando, aprendendo, lendo um bom livro, assistindo um bom filme, tem amigos que se importam de verdade com você e uma família maravilhosa que está sempre do seu lado, te ajudando e apoiando. Então aprenda mais esta: Você merece alguém que acredite em você, no seu sentimento, que lute por você e que valorize tudo isso.
Outra coisa: Não importa se ele é o homem da sua vida. Ele fez a escolha dele. É isso que importa.
Tire seu time de campo e esqueça ele de vez.
Quem não te quer, não te merece.
É difícil mas não é impossível. Ninguém é insubstituível.
Vá cuidar de você.
Estamos entendidos?
=)

por

Valorize-se já!

Quanta confusão! Quanto desgaste quando na verdade todas as respostas estavam bem aí dentro de você. Mas você, nesse momento não consegue enxergar isso! Sua queixa principal é a falta de valorização. Mas não é só “dele”! É o seu chefe, seus amigos, parentes, enfim, um coro quando o assunto é valorização.

Você quer a todo custo principalmente que ele a valorize e a veja como a mulher dos sonhos. Mas e você? Quando você olha pra você o que vê? Você consegue visualizar a mulher dos sonhos?Ora, se nem você se vê dessa forma, como acredita que ele a verá?

Você trabalha arduamente e anseia por essa valorização. Lê todos os textos do site e praticamente decora minhas palavras. Você tenta seguir meus conselhos a risca, fazendo isso ou aquilo com ele. Ótimo! Só que você faz por fora! É só esse pequeno detalhe!

Você faz tudo por fora, mas lá dentro…lá dentro mesmo você está morrendo de medo! Você está extremamente insegura, firme igual a uma gelatina!

E agora eu pergunto: Qual é a energia que prevalece? Aquela que você aparenta ou que está lá dentro?

Acertou quem disse a energia de dentro. Meninas, é só o que importa!

Você pode até fazer cara de paisagem pra ele, porém quando ele olha pra você, ele ainda sabe o que você está sentido ou pensando. E por quê? Porque ele é médium? Não minha linda, porque ele é um ser que também está nesse planeta com os mesmos sensos, ou seja, com as mesmas ferramentas do que você. Ele sente a sua energia! Assim como você também sente a energia dele. E então se ele der importância a essa energia que está emanando de você, ele saberá que é tudo da porta pra fora!

Logo, a valorização começa em primeiro lugar dentro da gente. Você precisa urgentemente encontrar uma forma de buscar esse valor dentro de você. Quando você conseguir isso, a primeira coisa que acontecerá, é que esse medo que está aí dentro, desaparecerá. Quando você toma seu valor por inteiro, tudo o que você faz é certo! Por mais errado que esteja!

Quando esse seu valor aflora, você fica ao seu lado e então pára de pedir opinião dos outros, pois você será sua melhor amiga e só você sabe o que é melhor! Os outros não têm mais poder sobre você.

E então quando você desperta para esse seu valor, nada mais precisará ser feito. Suas palavras, suas ações e seus pensamentos serão baseados exclusivamente no seu melhor. E ele? Bom, ele começará a valorizá-la automaticamente. Você não precisará se debater mais pra isso.

Essa é uma das leis do Universo. E acredito que seja a principal lei. Tudo começa aqui dentro! Se você não tem valor aí dentro, não adianta trabalhar por fora, pois será em vão. Primeiro aí dentro, o resto é consequência! Eu sei que isso tudo que falo aqui, é totalmente novo para 90% das pessoas que estão lendo. Ok! Mas eu sou a testemunha! Eu também um dia já tive medo, já chorei, me desesperei e fui machucada. Só que depois que descobri como as coisas funcionam, nunca mais passei por isso, pois tudo conspira ao meu favor. E não tem ninguém que mude isso dentro de mim! Ninguém!

Os outros não tem que valorizar você! É seu trabalho fazer isso!

Por que algumas pessoas só dão valor quando perdem?

zw2

Não sei o que é pior: já ter conhecido alguém que só dá valor ao que tem depois de perder, ou ser alguém assim. Não estou julgando. Não se trata de valores morais ou avaliações do tipo “certo” ou “errado”. O que quero dizer é que é mesmo lamentável só conseguir se dar conta de algo ou alguém quando já é tarde demais!

Sei que, aos mais céticos, parece conversinha inútil. Mas tenho visto, ouvido e até acompanhado algumas histórias de dar pena. Triste mesmo! De gente que parece estar contra si mesmo. De homens e mulheres botando a perder o que têm de melhor e de mais importante em suas vidas, simplesmente por não conseguirem enxergar o belo, o bom, o que, aos seus olhos fechados, parece pouco…

Muito já se repetiu que temos dois caminhos para aprender qualquer lição nesta vida: pelo amor ou pela dor. Em geral, infelizmente, escolhemos o segundo caminho. Claro, inconscientemente. Mas isso não nos torna vítimas ou inocentes. Nem culpados ou algozes, no entanto.

Trata-se, sobretudo, de uma constatação que deve, sim, servir para nos tornar mais atentos. É fato que já passou da hora de muitos de nós tomarmos uma boa sacudidela. Um susto suficientemente grande para nos fazer acordar e manter os olhos bem abertos!

Por todos os lados, vemos pessoas sendo amadas sem sequer notar, quiçá valorizar ou retribuir! Pessoas recebendo oportunidades incríveis, vivendo com familiares e amigos maravilhosos, estando em lugares imperdíveis… e nada! Só reclamando, só se lamentando, só desperdiçando. Pecando a vida!

Acreditam que a fonte nunca seca. Apostam que podem ignorar, disfarçar e adiar o amor à seu bel-prazer que nada vai mudar. E pior: acham que se mudar, nada vão perder, nada vão sentir, nada vão sofrer.

Mas quando chega o tal dia em que o outro se cansa e vai embora, ahhh, quando chega esse dia, é inacreditável o que já vi acontecer! Alguns, primeiro dão de ombros, como se nem se importassem. Mas com mais ou menos dias… para quase todos, o desespero bate! A lucidez chega e a impressão que dá é que, após curto-circuito, suas luzes se acenderam!

Mas agora? Agora acabou. Finito. O outro não quer mais. Cansou de tentar. Cansou, não de sua perfeição, porque isso não existe. Cada qual tem sua parte no enredo vivido. Mas, sim, cansou de se relacionar no escuro do outro!

E assim, diante da falta, do suposto abandono, arregalam os olhos! Reagem como se estivessem surpresos! “Como assim?!? O que houve?!?” E a fim de tentar reverter a situação, tornam-se tudo o que poderiam ter sido, mas nunca se dispuseram a ser! Flores, cartas, galanteios e declarações. Lágrimas, pedido de perdão, reconhecimentos e elogios.

As certezas, até então inexistentes, brotam de um não sei onde, baseadas num não sei o que, recheadas de propostas tão aguardadas, mas que jamais foram feitas. Onde estava esse desejo? Onde estava essa pessoa? Onde estava esse coração?

Preso em sua própria armadilha! Certamente escondido, defendido, entorpecido de falsas verdades, crenças distorcidas e enganos, tristes enganos. Sim, estou certa de que sua dor é mesmo real agora. Talvez tenha mesmo acordado. Mas talvez seja só a dor do vazio, da perda. Talvez seja a frustrante constatação de sua incapacidade de se entrelaçar. Talvez… Quem pode saber o que se passa?

Eu não posso! Quem esperou por atitudes durante tanto tempo também não tem como saber. Sem garantias. Sem certezas. Só quem pode descobrir qual a real disponibilidade, quais são os sentimentos pelos quais está pronto para viver é quem, de fato, acordou!

Portanto, se você é quem se cansou de esperar e foi embora… ou se você é quem, enfim, se deu conta de que estava dormindo, minha sugestão é que se aquiete, pare, respire, medite… Dê tempo ao tempo. Dê tempo ao outro e a si mesmo. Tente ser o mais honesto possível com seu próprio coração. A resposta virá de dentro. Da sua essência e não da sua tormenta.

E, por fim, se você nunca passou por isso, esteja atento ao seu amor para evitar as armadilhas. Porque não me restam dúvidas de que sucumbir a elas dói. Dói demais! E não há analgésico que faça passar.

BY : Rosana Braga ::

Aprendendo a envelhecer

tumblr_mstbomKJAs1qbcporo1_1280

Esta semana vou aniversariar , mas precisamente na sexta – feira dia 13. O tempo está passando e sei que não sou mais uma mocinha, me tornei uma mulher madura (claro, a menininha ainda se encontra dentro de mim, graças a Deus). Passei por muitas experiências neste decorrer de anos, Umas maravilhosas e outras horrorosas. Tudo em mim vem em intensidade total, minhas emoções são superlativas sempre. É, mais aprendi a dosa-las ,pelo menos o tempo serve para nos melhorar. Li  e achei este texto muito interessante, espero que gostem:

Nascer, crescer, envelhecer … Qual o sentido disso?

  Nossa vida não é uma seqüência de eventos ao acaso. Neste caminhar passamos por várias crises, transformações, mudanças. Existem crises, nas mais variadas idades. Existem, também, situações que se repetem na vida de uma mesma pessoa e outros acontecimentos que são bastante individuais. São fases que vivemos e podem ser observadas através de ciclos de 7 anos (setênios) como marcos de transformação que a pessoa atravessa no percurso da sua vida… 0, 7, 14, 21, 28, 35,42,49,56, 63..anos.

Dentro desta forma de observação, chamada biográfica, destacam-se três grandes fases: o crescimento físico até os 21 anos, a maturidade psicológica dos 21 aos 42 e o autodesenvolvimento a partir dos 42 anos.

E o que fazemos quando estamos em crise? Desconjuramos, xingamos, gritamos, desanimamos, choramos, lamentamos, comemos, fugimos, brigamos, acusamos…

O envelhecimento é uma das maiores transformações da vida. É um marco importantíssimo porque sinaliza que já acumulamos essência e que é chegada a hora, necessariamente, de reconhecermos esta essência, desfrutar a auto-realização e passar a cultivá-la com consciência.

Justamente quando as forças biológicas começam a diminuir (a partir dos 42 anos) é que se tem a máxima possibilidade de alavancar a interioridade, ordenando e descobrindo o sentido essencial de nossa trajetória pessoal, fato este que não ocorre com um animal, nem em fases anteriores. Aquele que não ampliar sua visão para o interior, aquele que não ascender sua chama interna, provavelmente apagará junto com o físico ou viverá competindo e se desgastando com os mais jovens.

Infelizmente, na nossa civilização, ainda é grande o número de pessoas que parecem ignorar este processo. Estão unicamente olhando o exterior, a matéria, o físico. Daí ficam à mercê do desequilíbrio. Podemos apontar como reflexo, as doenças degenerativas atingindo pessoas na faixa dos quarenta e poucos anos, os quadros depressivos, as compulsões que estão aumentando a cada dia indistintamente , como também o comprometimento mental refletido pela falta de esperança e pelo isolamento social que está restringindo cada vez mais cedo as pessoas do nosso convívio.

Como reverter este triste panorama? Uma das formas é aprendendo a envelhecer, resgatando o sentido positivo do envelhecimento. Um exemplo vivo de que a natureza é sábia, de que a vida tem um propósito e que vale a pena ser vivida!

Não é fácil, mas é possível. Basta querer . Ou esperar que a própria vida se incumba de dar um empurrãozinho! Afinal, como diz o ditado, quem não vai pelo amor, vai pela dor. A evolução da consciência é uma lei Universal que não se pode fugir dela. Graças a Deus!

*Lindaura Ambrosio é graduada em Ciências Sociais e tem aperfeiçoamento em Gerontologia. É também idealizadora do site Idealidadeb.

Divagações sobre a Normose…


Lendo uma entrevista do professor Hermógenes, 86 anos, considerado o fundador da ioga no Brasil, ouvi uma palavra inventada por ele que me pareceu muito procedente: ele disse que o ser humano está sofrendo de normose, a doença de ser normal. Todo mundo quer se encaixar num padrão.

Só que o padrão propagado não é exatamente fácil de alcançar. O sujeito “normal” é magro, alegre, belo, sociável, e bem-sucedido. Quem não se “normaliza” acaba adoecendo. A angústia de não ser o que os outros esperam de nós gera bulimias, depressões, síndromes do pânico e outras manifestações de não enquadramento. A pergunta a ser feita é: quem espera o que de nós?
Quem são esses ditadores de comportamento a quem estamos outorgando tanto poder sobre nossas vidas?

Eles não existem. Nenhum João, Zé ou Ana bate à sua porta exigindo que você seja assim ou assado. Quem nos exige é uma coletividade abstrata que ganha “presença” através de modelos de comportamento amplamente divulgados. Só que não existe lei que obrigue você a ser do mesmo jeito que todos, seja lá quem for todos. Melhor se preocupar em ser você mesmo.

A normose não é brincadeira. Ela estimula a inveja, a auto-depreciação e a ânsia de querer o que não se precisa. Você precisa de quantos pares de sapato? Comparecer em quantas festas por mês? Pesar quantos quilos até o verão chegar?

Não é necessário fazer curso de nada para aprender a se desapegar de exigências fictícias. Um pouco de auto-estima basta. Pense nas pessoas que você mais admira: não são as que seguem todas as regras , e sim aquelas que desenvolveram personalidade própria e arcaram com os riscos de viver uma vida a seu modo. Criaram o seu “normal” e jogaram fora a fórmula, não patentearam, não passaram adiante. O normal de cada um tem que ser original. Não adianta querer tomar para si as ilusões e desejos dos outros. É fraude. E uma vida fraudulenta faz sofrer demais.

Eu não sou filiada, seguidora, fiel, ou discípula de nenhuma religião ou crença, mas simpatizo cada vez mais com quem nos ajuda a remover obstáculos mentais e emocionais, e a viver de forma mais íntegra, simples e sincera.
Por isso divulgo o alerta: a normose está doutrinando erradamente muitos homens e mulheres que poderiam, se quisessem, ser bem mais autênticos e felizes.

Fonte: Usina de Letras

Belíssimas Mulheres!

.

Nunca tive problemas em admirar belas mulheres , acho que pelo fato de ser bem resolvida sexualmente, sempre me dei o direito de apreciar o sexo feminino em suas diversas nuances. Acho uma imposição cruel quando a mídia cria um padrão de beleza inviolável, onde quem não segue , torna-e e sente-se excluída [ Basta observar os vários casos de anorexia que a própria mídia nos mostra…]. Temos que ser sempre magérrimas , louras, altas , olhos claros , bocão , peitão siliconizado……..Gente, nós somos brasileiras, temos uma miscigenação fantástica. Essa mistura resulta mulheres belíssimas. Temos que nos valorizar do jeito que somos : Baixinha, altinha, magrinha , cheinha, coxuda ,bunduda, sem bunda, peituda, despeitada, negra, morena, branca , japonesa ,índia…

Existem vários padrões de beleza e temos que saber valorizar o nosso , sempre cuidando da nossa alimentação , fazendo atividades físicas, cuidando da nossa pele e principalmente limpando a nossa mente , nos tornando melhor espiritualmente, respeitando as diferenças…..[ automaticamente nos tornamos mais belas por dentro e por fora..]. Acho que o Brasil é o país que vende mais água oxigenada do mundo, e que faz mais chapinha , que toma mais inibidores de apetite……todo mundo quer ser loura , magra, cabelo” ultra ,super ,mega “ liso e todo mundo acaba ficando com a mesma cara……..[parecem mulheres em série…, tô fora..].

Gosto de mim , dos meus cabelos cheios de cachinhos , do meu corpo cheio de curvas , das ruguinhas que já teimam em aparecer aqui e ali , da minha coxa grossa, dos meus peitos que não possuem mais 15 anos , do meu bumbum carnudo…. . Aprendi a me aceitar assim do jeitinho que sou , sem complicações…. [Devo confessar as mulheres ás vezes acabam complicando tudo!…].

Agora , mudando quase de assunto , quando era pequena , meu avô colecionava revistas antigas brasileiras [O Cruzeiro, Manchete…….] e eu adora ficar folheando, [ aliás adoro folhear revistas antigas até hoje….. ] e me deparava com essas figuras lindas das pinu-ps em anúncios e adorava ficar admirando a beleza delas : Tão carnudas, tão femininas, tão sensuais……[ pensava :-Quero ser assim quando crescer, rs,rs……..]. Bem , eu cresci e ainda sei admirar sem preconceitos mulheres bonitas. Principalmente quando são mulheres que se valorizam do jeito que são . Mulheres inteiras , não pela metade..!

Dei uma pesquisada na wikipédia sobre as pinu-ps , espero que seja interessante:

Pin-up também pode se referir a desenhos, pinturas e outras ilustrações feitas por imitação a estas fotos. O termo foi documentado pela primeira vez em inglês em 1941; contudo, seu uso pode ser rastreado pelo menos até a década de 1890. As imagens “pin up” podiam ser recortadas de revistas, jornais, cartões postais, cromo-litografias e assim por diante. Tais fotos apareciam freqüentemente em calendários, os quais eram produzidos para serem pendurados (em inglês, pin up) de alguma forma. Posteriormente, posters de “pin-up girls” começaram a ser produzidos em massa.

Muitas “pin ups” eram fotografias de celebridades consideradas sex symbols. Betty Grable foi uma das mais populares dentre as primeiras “pin-ups”. Um de seus posters tornou-se onipresente nos armários dos soldadosnorte-americanos durante a Segunda Guerra Mundial. Outras pin-ups eram trabalhos artísticos, freqüentemente representando versões idealizadas do que alguns imaginavam ser a representação de uma mulher particularmente atraente. Um exemplo antigo do último tipo foi a Gibson girl (garota de Gibson), desenhada por Charles Dana Gibson. O gênero também deu origem a vários artistas especializados, tais como Alberto Vargas, George Petty e Art Frahm.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pin-up

Um beijo e seja você mesma……!!

 

Tumblr_ln7e8ycgxx1qed9eno1_500_large