Arquivo de Tag | LUTA

A CHAVE – Um Ano Novinho 2013


É como uma chave.
Um novo ano que nasce é como uma chave capaz de abrir as portas
das mais variadas possibilidades.
É como uma chave deixada na porta da nossa própria casa pelas mãos
da esperança.
Não há como não se contagiar com a energia que predomina todos os
domínios de um planeta inteiro que aguarda mais uma hora da virada.
E chave do que virá.
As portas que serão abertas, as portas que serão fechadas, os portões,
os porões, as grades, as celas, as almas, as felicidades…
Uma chave com poder de abrir e fechar.

Mas como usar?…

O primeiro segundo do ano novo é tão simples como
uma chave. Uma chave nas mãos. O milagre estará no que decidirmos
fazer. Estará nos nossos olhos. Estará nas nossas escolhas.
Estará na crença de que é possível renovar o ano à cada dia.
Estarão lá as estrelas para nos inspirar, o grande sol para nos aquecer,
também as águas, o ar e todas as pessoas. As que amamos, e as muitas
que aprenderemos a amar.

Tome sua chave. Abra suas portas. Vista-se de esperança.
Acolha a poesia. Dê um descanso aos desejos. Descubra o ócio.
Crie uma nova gramática, dance, faça arte, corra pro abraço.
Dê vocabulário ao seu talento. Tenha vigor. Estique a corda.
Vá além, mesmo que além signifique o contrário: desacelere!
Encurte as distâncias e se aproxime. E trate de ser bem feliz do
SEU JEITO.

Be Lins

Dias de Luta!

101194467628a56f07_large

Só depois de muito tempo
Fui entender aquele homem
Eu queria ouvir muito
Mas ele me disse pouco…

Quando se sabe ouvir
Não precisam muitas palavras
Muito tempo eu levei
Prá entender que nada sei
Que nada sei!…

Só depois de muito tempo
Comecei a entender
Como será meu futuro
Como será o seu…

Se meu filho nem nasceu
Eu ainda sou o filho
Se hoje canto essa canção
O que cantarei depois?
Cantar depois!…

Se sou eu ainda jovem
Passando por cima de tudo
Se hoje canto essa canção
O que cantarei depois?…

Só depois de muito tempo
Comecei a refletir
Nos meus dias de paz
Nos meus dias de luta…

Se sou eu ainda jovem
Passando por cima de tudo
Se hoje canto essa canção
O que cantarei depois?…

Cantar depois!…

Tumblr_lrd50s8lqz1qhmclno1_500_large

RENASCER…

Porque sou como a Fênix… Quando todos julgam que estou vencida, derrotada… eu ressurjo… Renasço das cinzas e das dores… Às vezes ferida e machucada, mas cada vez mais forte e com mais vontade de lutar!

Sou guerreira, sou valente, não me deixo abater…

Elisabete Cunha

ENFRENTEMO-NOS…

254784_254553717895897_100000238110811_1037005_3862599_n_large

Muitas vezes teremos de enfrentar o desespero ,como tem acontecido com todas as pessoas sensíveis nas últimas décadas.Gostaria de poder ter o dom de mudar certas coisas. Por isso Nietzsche ,Camus e Sartre afirmam “…que a coragem não é a ausência do desespero,mas a capacidade de seguir em frente, apesar do desespero”. A coragem também não é teimosia,sem dúvida teremos de criar com outras pessoas. A coragem não é um valor entre os valores do indivíduo, como o amor ou a fidelidade. É o alicerce que , suporta e torna real todas as outras atitudes e valores.Sem ela o amor empalidece e se transformam em dependência. Sem a coragem, a fidelidade é mero conformismo. A palavra coragem tem a mesma raiz que a palavra francesa “coeur”, que significa coração. è difícil ser racional,é complicado ser corajoso, é terrível se manter insensível, é aterrorizante não sentir a perda de pessoas que nos cercam, é coragem sobreviver a tudo isso,é infidelidade não mais tê-las.  A coragem é necessária para que se possa Ser e Vir a Ser. Para que o EU seja é preciso Em nossa sociedade é mais fácil desnudar-se o corpo que a mente ou o espírito; mais fácil afirmá-lo e comprometer-se, compartilhar o corpo do que as fantasias , desejos,aspirações e temores,pois estes são assuntos privados, cuja revelação nos torna mais vulneráveis, por estranhas razões envergonhamo-nos de compartilhar o que realmente importa. E, assim as pessoas isolam o edifício mais perigoso, com o grande medo de expor-se. ( Se através de orações ,me fosse permitido mudar minha forma para a de um pássaro,como na lírica do poeta de Teos, eu não voaria para o Olimpo ,nem mesmo para queixar-me de amores …) .