Arquivo de Tag | LETRAS

Delicadeza – Elisabete Cunha

tumblr_novnslQ4HK1uud8rio1_250

.

Eu adoro a língua portuguesa.

Sempre adorava minhas aulas de Português, eu era uma boa aluna. O grande detalhe é que eu era fera nas matérias de humanas e um fracasso nas matérias exatas. Meu grande tesão era de uma matéria só: “Português”.

O meu boletim sempre vinha com notas altas e em azul e por algumas razões exatas eu não gostava na mesma intensidade das aulas de Matemática.

Para mim a Matemática era muito lógica, engessada, muito concreta e gelada.

As letras não…eram abstratas e sempre foram uma festa para mim.

Eu podia criar palavras, fantasiar situações e alimentar a minha cabecinha de criança ao escrever e isso me fazia feliz.

Sempre viajei nas palavras, histórias, contos , no significado, no peso e na leveza de cada uma delas.Tem palavra que tem até cheiro e gosto .

Isso sem falar do poder que possuem em levantar e derrubar qualquer pessoa.

Tenho paixão por palavras terminadas com o sufixo EZA…

(com o sufixo esa , não me interesso muito).

A minha predileta é DELICADEZA. Mas, também gosto de beleza, certeza, gentileza, clareza, fineza, firmeza,franqueza, grandeza,leveza, limpeza, nobreza, pureza e algumas outras lindezas.

Mas, como nada é perfeito tambem existem :
Frieza, Dureza e TRISTEZA.

P.S.. Não sei, só sei que é assim!
(Como diria o Suassuna , aquele que escrevia numa boniteza retada )

Elisabete Cunha

CERTEZAS – Ricardo Soares

Tumblr_lrjeilnfcl1qzgajlo1_500_large

Se eu tivesse certezas acordaria todos os dias e desejaria um bom dia aos meus desafetos.

Se eu tivesse certezas eu acreditaria em pátria, família , Deus e liberdade e na força da força de vontade.

Se eu tivesse certezas só pegava o atalho certo, seguia sinais, respeitava sempre pois seria respeitado.
Se eu tivesse certezas faria coro com a auto-ajuda , não caçoaria da psicanálise, acreditaria que toda

forma de oratória vale a pena.

Se eu tivesse certezas eu não erraria, não apostaria no cavalo errado ,não fustigaria , não olharia para trás

e saberia sempre o que vai ser lá na frente.
Mas se eu tivesse certezas e não tantas dúvidas que graça teria o presente, que graça teria o imponderável,

o fator surpresa , a gota que transborda o copo d’água ?

Se eu tivesse certezas eu não teria tantas incertezas mas talvez isso não se chamasse vida e sim um

planejamento a longo prazo. Sem sal, sem açúcar , sem tempero.

Ricardo Soares, 27/09/ 08

Tumblr_ls08llwpvr1qmtqugo1_500_large