Arquivo | dezembro 2013

Dicas de beleza para o verão!

Hello Girls!!

 

Com o verão à caminho, é hora de redobrar os cuidados com o corpo e a pele. Vejam dicas super importantes que separei para vocês!! Take a look!

 

Beba muita água!

 

A água limpa o organismo, dilui toxinas e previne a desidratação, celulites e gordurinhas localizadas.

 

no verão beba muita água

 

Reduza o consumo de sal!

 

O sal contribui para a retenção de líquidos, que pode refletir em quilos a mais e surgimento de celulite.

 

no verão reduza o consumo de sal

 

Evite alimentos industrializados!

 

Quanto mais naturais, mais ricos em antioxidantes e maior o poder de desintoxicação dos alimentos. Um corpo repleto de toxinas apresenta inflamações, que podem dificultar a perda de peso.

 

no verão alimentação saudável sem industrializados

 

Invista nos chás!

 

Os chás verde e branco são ricos em catequinas, polifenóis que aceleram o metabolismo, ajudando a queimar mais calorias.

 

no verão invista em chá branco e chá verde

 

Sol com moderação!

 

Tomar um pouco de sol nos horários antes das 10h e depois das 16h, estimula a produção de vitamina D, ajuda o corpo a absorver o cálcio. Mas, exposição excessiva pode provocar envelhecimento precoce, manchas e até câncer de pele. Como a pele do rosto e lábios estão bastante vulneráveis a ação dos raios solares, merecem atenção redobrada. O protetor deve ser usado todos os dias, sem exceção, inclusive em dias nublados.

 

Como sabemos o melhor horário para se tomar sol e antes das 10h e depois das 16h, pois os raios UVBs que causam manchas e câncer de pele não estão presentes mas, muita atenção: os raios UVAs estão presentes todo o tempo e causam destruição do colágeno provocando o envelhecimento precoce da pele.

 

no verão tome sol com moderação e filtro solar

 

Socorro Extra!

 

Para quem abusou de maus hábitos alimentares, não praticou atividade física e não cuidou da cútis durante o ano, ainda existe a tecnologia para ajudar. Investir em tratamentos estéticos para o corpo e rosto, em alguns casos é a solução. Uma avaliação detalhada e individualizada é essencial para a correta prescrição de tratamentos.

 

VelaShape

fonte- http://www.crisvallias.com.br/page/10/

Anúncios

Cafona – Luis Fernando Verissimo

Se o tal “amor” é impontual e imprevisível que se dane! Não adianta: as pessoas são impacientes! São e sempre vão ser! Tem gente que diz que não é. “Eu não sou ansioso, as coisas acontecem quando tem que acontecer.” Mentira! Por dentro todo ser humano é igual: impaciente, sonhador, iludido. Jura de pé junto que não, mas vive sempre em busca da famosa cara metade! Pode dar o nome que quiser: amor, alma gêmea, par perfeito, a outra metade da laranja… No fim dá tudo no mesmo. Pode soar brega, cafona. Mas é a realidade. Inclusive o assunto “amor” é sempre cafonérrimo. Acredito que o status de cafona surgiu porque a grande maioria das pessoas nunca teve a oportunidade de viver um grande amor. Poucas pessoas experimentaram nesta vida a sensação de sonhar acordada, de dormir do lado do telefone, de ter os olhos brilhando, de desfilar com aquele sorriso de borboleta azul estampado no rosto.

Luis Fernando Verissimo

histórias e estórias – Gabriel Garcia Márquez

Não sinto nada mais ou menos, ou eu gosto ou não gosto. Não sei sentir em doses homeopáticas. Preciso e gosto de intensidade, mesmo que ela seja ilusória e se não for assim, prefiro que não seja.

Não me apetece viver histórias medíocres, paixões não correspondidas e pessoas água com açúcar. Não sei brincar e ser café com leite. Só quero na minha vida gente que transpire adrenalina de alguma forma, que tenha coragem suficiente pra me dizer o que sente antes, durante e depois ou que invente boas estórias caso não possa vivê-las.

Porque eu acho sempre muitas coisas – porque tenho uma mente fértil e delirante – e porque posso achar errado – e ter que me desculpar – e detesto pedir desculpas embora o faça sem dificuldade se me provarem que eu estraguei tudo achando o que não devia.

Quero grandes histórias e estórias; quero o amor e o ódio; quero o mais, o demais ou o nada. Não me importa o que é de verdade ou o que é mentira, mas tem que me convencer, extrair o máximo do meu prazer e me fazer crêr que é para sempre quando eu digo convicto que nada é para sempre.

Gabriel Garcia Márquez

O que você quer da vida?

1d62bd95a0f973045b0608e63dd6b525

O que você quer para sua vida? Emoções baratas? Ofertas irresistíveis? Não sei se um dia o mundo cansará de tanta disponibilidade. Felicidades a 1,99. É pegar ou largar… O mundo anda invertido. Ou será que sou eu? Temos que virar de cabeça pra baixo para ficarmos iguais. Aquilo que era secreto agora está escancarado. O que nos é caro, escondemos a 7 chaves. Eu não quero que minhas vontades tortas e meus desejos secretos fiquem escondidos. Eu quero mais é que eles saiam por aí, nem que seja para não se atrofiarem. Eu ando seguindo o que eu acho que tenho de mais valioso: meu coração. Se você estiver no meu caminho, te levarei comigo. (Quer vir?).

Cansei de pagar mais por menos. Eu enxergo sua alma. Enxergo suas incertezas. Mas eu não quero suas dúvidas… Por favor, durma com elas. Nem que seja por esta noite. Eu também tenho medo de errar e levar a sua culpa pode ser uma enorme bagagem para mim. Entende? Algum dia há de dar certo. Se não for do jeito que sonhamos, será de um jeito muito melhor. O mundo nos prega peças, sabia? Eu não quero competir com refrões. Eu quero poesia, sentimentos e beijos no pescoço. Será que é pedir muito?

Fernanda Mello

O amor não morre de velhice – Fabrício Carpinejar

aai
,
,
O amor nunca morre de morte natural. Morre porque o matamos ou o deixamos morrer. Morre envenenado pela angústia. Morre enforcado pelo abraço. Morre esfaqueado pelas costas. Morre eletrocutado pela sinceridade. Morre atropelado pela grosseria. Morre sufocado pela desavença. Mortes patéticas, cruéis, sem obituário e missa de sétimo dia. Mortes sem sangramento.
Lavadas. Com os ossos e as lembranças deslocados. O amor não morre de velhice, em paz com a cama e com a fortuna dos dedos. Morre com um beijo dado sem ênfase. Um dia morno. Uma indiferença. Uma conversa surda. Morre porque queremos que morra. Decidimos que ele está morto. Facilitamos seu estremecimento. O amor não poderia morrer, ele não tem fim. Nós é que criamos a despedida por não suportar sua longevidade. Por invejar que ele seja maior do que a nossa vida.
O fim do amor não será suicídio. O amor é sempre homicídio. A boca estará estranhamente carregada. O amor é perigoso para quem não resolveu seus problemas. O amor delata, o amor incomoda, o amor ofende, fala as coisas mais extraordinárias sem recuar. O amor é a boca suja. O amor repetirá na cozinha o que foi contado em segredo no quarto. O amor vai abrir o assoalho, o porão proibido, fazer faxina em sua casa. Colocar fora o que precisava, reintegrar ao armário o que temia rever. O amor é sempre assassinado. Para confiarmos a nossa vida para outra pessoa, devemos saber o que fizemos antes com ela.

— Fabrício Carpinejar

Dar significado ao Natal!

Truques para gastar menos nas compras de Natal

Opte pelo significado, em vez de materialismo

O Natal virá dentro de poucos dias o que significa, naturalmente, a correria para as compras. A época natalícia, se encarada no seu espírito original, oferece uma excelente oportunidade para nos ligarmos às pessoas de que mais gostamos e para relembrarmos o que é verdadeiramente importante na vida.
Contudo, muitas vezes, ficamos obcecados pelas compras e viagens o que, não só compromete a alegria da época de Natal, como também contribui para práticas culturais materialistas que ignoram a importância da sustentabilidade e da ética nos negócios.
Assim, sugerimos três formas de fazer as suas compras de Natal com mais significado e menos materialismo.

Faça você mesmo os presentes

Todos os anos, em alguma revista ou jornal, aparecem sugestões para presentes feitos em casa como uma alternativa acessível e diferente.
No entanto, todos os anos, pensamos nós, nada mais prático e rápido do que comprar nas lojas.
Há pessoas que fazem bolos caseiros para toda a família, economizando tempo e dinheiro, já para não falar da vantagem de evitar as multidões e confusões dos centros comerciais. Há quem faça malhas, camisolas, luvas e chapéus para toda a gente. As crianças tem um jeito particular para este tipo de presentes fazendo desenhos, molduras, bonecos, agendas e tantos outros.

Partilhe uma Experiência

Em vez de comprar algo apenas para dar um presente, partilhe uma experiência com um amigo ou familiar. Leve-o a um restaurante ou espectáculo ou, para algo mais em conta, organize um passeio ou um picnic. Se não tiver de todo tempo em Dezembro, guarde o seu presente para Janeiro, quando a temporada de festas tiver passado.
Partilhar uma experiencia fortalece a relação e é muito mais memorável do que comprar algo de que a pessoa não precisa.

Dê para uma instituição de caridade

Em vez de gastar dinheiro em bens de consumo, procure uma instituição de caridade em que acredita e envie cheques em nome de cada pessoa da sua lista de presentes.
Se quiser personalizar o presente, escolha uma instituição que você saiba que a pessoa em questão se interessa e preocupa. Se tiver uma tia que adora cozinhar, mande um cheque em seu nome para uma organização que combata a fome. Se tiver um amigo que escreve ou adora ler, faça a doação numa instituição virada para a cultura.
Ver mais: Dar significado ao Natal > Medicina Chinesa

Chegou Natal…

.
.
Chegou Natal…ele, que faz todo mundo virar bonzinho , compreensivo , solidário e nada egoísta. Ele, que faz você quebrar o pau o ano inteiro e depois beijar carinhosamente seus parentes . Ele que é a época do ano mais hipócrita e sensacionalista , pois é só nele que o povo lembra que existe gente que necessita de afeto, casa, comida, roupa lavada e amor ao próximo.

As pessoas são incentivadas o ano inteiro a consumir e o fazem egoistamente, consomem para si. Mas no natal a coisa muda, consomem para si e para outros, vários outros. Altruísmo de mercado. Ótimo para a economia. A fórmula é associar afeto a consumo. Cada afeto vira um regalo. O afeto altruísta é natalino; o egoísta, suíno. Os dois juntos, um ótimo natal de sonhos, como mostram as propagandas. Alimentam-se afetos, as imagens de pessoas sendo lembradas, confraternização, tudo medido pelo presente recebido.

Natal é afeto convertido em bugiganga, só isso??????

*Sim hoje eu tou questionadora e chata pra caramba,
Não, não sou contra o consumismo escancarado, adoro comprar, adoro tudo de melhor que o consumo pode dar…mas, n me venham com falsos dogmas de ho,ho,ho!!!!…

Para quem de fato se interessa em saber qual o verdadeiro sentido do Natal, recomendo o blog http://nataldeverdade.com.br/  de  T. Zambelli    

Super esclarecedor!