Rifa-se um coração!

Rifa-se um coração quase novo. Um coração idealista. Um coração como poucos. Um coração à moda antiga. Um coração moleque que insiste em pregar peças no seu usuário. Rifa-se um coração que na realidade está um pouco usado, meio calejado, muito machucado e que teima em alimentar sonhos e, cultivar ilusões. Um pouco inconseqüente que nunca desiste de acreditar nas pessoas. Um leviano e precipitado coração que acha que Tim Maia estava certo quando escreveu… “…não quero dinheiro, eu quero amor sincero, é isso que eu espero…”. Um idealista…Um verdadeiro sonhador…

Rifa-se um coração que nunca aprende. Que não endurece, e mantém sempre viva a esperança de ser feliz, sendo simples e natural. Um coração insensato que comanda o racional sendo louco o suficiente para se apaixonar. Um furioso suicida que vive procurando relações e emoções verdadeiras. Rifa-se um coração que insiste em cometer sempre os mesmos erros. Esse coração que erra, briga, se expõe. Perde o juízo por completo em nome de causas e paixões. Sai do sério e, às vezes revê suas posições arrependido de palavras e gestos. Este coração tantas vezes incompreendido. Tantas vezes provocado. Tantas vezes impulsivo.

Rifa-se este desequilibrado emocional que abre sorrisos tão largos que quase dá pra engolir as orelhas, mas que também arranca lágrimas e faz murchar o rosto. Um coração para ser alugado, ou mesmo utilizado por quem gosta de emoções fortes. Um órgão abestado indicado apenas para quem quer viver intensamente contra indicado para os que apenas pretendem passar pela vida matando o tempo, defendendo-se das emoções. Rifa-se um coração tão inocente que se mostra sem armaduras e deixa louco o seu usuário. Um coração que quando parar de bater ouvirá o seu usuário dizer para São Pedro na hora da prestação de contas: “O Senhor pode conferir. Eu fiz tudo certo, só errei quando coloquei sentimento. Só fiz bobagens e me dei mal quando ouvi este louco coração de criança que insiste em não endurecer e, se recusa a envelhecer”

 Rifa-se um coração, ou mesmo troca-se por outro que tenha um pouco mais de juízo. Um órgão mais fiel ao seu usuário. Um amigo do peito que não maltrate tanto o ser que o abriga. Um coração que não seja tão inconseqüente. Rifa-se um coração cego, surdo e mudo, mas que incomoda um bocado. Um verdadeiro caçador de aventuras que ainda não foi adotado, provavelmente, por se recusar a cultivar ares selvagens ou racionais, por não querer perder o estilo. Oferece-se um coração vadio, sem raça, sem pedigree. Um simples coração humano. Um impulsivo membro de comportamento até meio ultrapassado. Um modelo cheio de defeitos que, mesmo estando fora do mercado, faz questão de não se modernizar, mas vez por outra, constrange o corpo que o domina. Um velho coração que convence seu usuário a publicar seus segredos e a ter a petulância de se aventurar como poeta…

Ricardo Labatt [ Segundo informações de Betty Vidigal]
blassoc.com.br/bettyvidigalapocrifia.htm
bettyvh@gmail.com

Anúncios

3 pensamentos sobre “Rifa-se um coração!

  1. Este texto não é de Clarice Lispector. Basta conhecer o estilo dela para se perceber isso, mas neste caso há mais uma prova.

    — Questão de lógica —

    Este texto diz:
    “Um leviano e precipitado coração que acha que Tim Maia estava certo quando escreveu… “…não quero dinheiro, eu quero amor sincero, é isso que eu espero…”. ”

    Essa canção é de 1993. Clarice morreu em 1977!

    Como se explica q ela tenha citado em um texto uma letra q só seria composta mais de 15 anos depois de sua morte? E sabendo até mesmo quem viria a ser o autor!?

    O texto é, até onde se sabe, de Ricardo Labatt.

  2. CARA BETTY:

    Creio q vc esta redondamente enganada, a música de tim maia ” NÃO QUERO DINHEIRO” foi sucesso e composta em 1973, nossa querida Clarice faleceu em 1977.
    Portanto, ela n psicografou nada para fazer o texto, que pela internet e dados biograficos consta como dela a autoria.

  3. (Poxa, esse site nao tem acentos para as msgs???? Cansei de ficar recortando e colando acentos de outros lugares. Parei na metade da msg.)

    Olha, me baseei na data de gravação do disco Não Quero Dinheiro, de Tim Maia, q foi 1993.

    Talvez a canção em si tenha sido lançada antes (dizem q Tim Maia compos isso para Elis Regina, não sei se é verdade).

    Mas q esse texto não é de Clarice, isso eu te garanto. Qq outro especialista em Clarice pode corroborar o q digo. Aliás, mesmo quem não é especialista deveria perceber isso; é evidentemente um estilo mto mais prosaico q o dela. Clarice era intimista e escrevia em prosa ritmada. Não fazia frases assim, o ritmo era outro, mto caracteristico, mto peculiar e mto imitado depois de sua morte. Mas este nao é um dos textos q tentam imitar Clarice, é escrito em outro estilo, complemtamente diferente.

    Eu usei em algum momento a palavra “psicografar”? Não faz parte do meu vocabulário…

    Em q “dados biográficos” ela aparece como escritora disso? Eu gostaria de saber.

    Este texto circulou mto tempo como sendo de Paulo Fuentes; estava no site pessoal dele e tb no Recanto das Letras… Inclusive ele chegou a receber premios pelo texto.

    Ate que Ricardo Labatt apareceu dizendo-se autor do texto, publicado em jornal. E tinha provas. Paulo Fuentes tirou rapidinho o texto do site dele.

    Se vc quiser, posso procurar para vc os dados precisos.

    “estar na internet” como sendo de Jabor, Clarice, Verissimo ou qq outro autor nao significa nada. Esta cheio de coisa por ai q ha 50 anos era de “autor desconhecido” e agora “virou” de algum deles.

    Vc vai encontrar mto mais paginas dizendo q “depois de algum tempo vc aprende”, etc, é de Shakespeare do q dizendo q é de Veronica Shoffstall, a verdadeira autora.

    Acontece q algumas pessoas, qdo gostam de um texto e nao reconhecem o nome do autor verdadeiro, mudam para o nome de alguem q elas admiram. E dai pra frente, ninguem consegue recolher as penas daquela mentira.

    Clarice, coitada, nao pode mais se defender. Nem Drummond, nem Cecilia Meirelles. Mas Jabor, Verissimo, Marta Medeiros esperneiam e reclamam o qto podem. Nao q adiante mto… continuam passando por ai coisas de qq um como sendo deles.

    ah, olha!
    consulte este site:
    http://camposeternos.blogspot.com/2008/05/rifa-se-um-corao-um-corao-quase-novo.html

    e vc chegou a visitar o site q indiquei a vc ao deixar a primeira msg?

    abraço e boa sorte!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s