Mulher (Florbela Espanca)

 

A Mulher

Ó Mulher! Como és fraca e como és forte!
Como sabes ser doce e desgraçada!
Como sabes fingir quando em teu peito
A tua alma se estorce amargurada!
Quantas morrem saudosa duma imagem.
Adorada que amaram doidamente!
Quantas e quantas almas endoidecem
Enquanto a boca rir alegremente!
Quanta paixão e amor às vezes têm
Sem nunca o confessarem a ninguém
Doce alma de dor e sofrimento!
Paixão que faria a felicidade.
Dum rei; amor de sonho e de saudade,
Que se esvai e que foge num lamento!

(Florbela Espanca)

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


Anúncios

5 pensamentos sobre “Mulher (Florbela Espanca)

  1. Querida Bete,

    O Blogger hoje está doido. Sei lá porque teu link sumiu do blog de Flavia. Fui recolocar,(claro!) gira, gira, e não entra o layout. Mas já vou resolver isto.

    Que mulheres estas que enfeitam teu post!. Brigitte, Edith e Florbela. Ontem. hoje e sempre. Belas!

    Beijos e boa semana!

  2. Olá Bete, ando sumido sei, mas não a esqueci não. Assim que posso, apareço.

    Tenha uma ótima semana…

  3. Bete

    Nao conhecia esta poesia, muito forte e verdadeira.

    Vou posta-la no Hippos.

    A Brigite era linda.

    Beijinhos e boa semana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s