Arquivo | maio 2009

Transtorno de personalidade Boderline

Tumblr_lqh9eet0si1r1cnjdo1_500_large


 Este artigo tem o principal fundamento em ressaltar características pouco conhecidas sobre a patologia do Transtorno de Personalidade Boderline. Atualmente, vejo pessoas ressaltarem como principal fator: a auto-lesão, no entanto, existe um conjunto de sintomas que compõem este quadro, que devem ser considerados. Aos poucos, patologias psicoemocionais que não eram muito exploradas e decodificadas estão sendo cada vez mais, alvo de estudos e classificação, o que é excelente, no entanto, isto implica numa outra questão: os diagnósticos ou auto-diagnósticos, equivocados.

Quanto maior o número de opção diagnóstica para um conjunto de sintomas que se assemelham entre si, maior a dificuldade em identificar o correto. Um exemplo desta dificuldade é equalizar os sintomas, com o histórico de vida, mais o contexto atual familiar e determinar o Transtorno de Personalidade Boderline ou Transtorno de Personalidade Limítrofe. O termo Boderline, faz alusão a “linha da borda”, a condição emocional “fronteiriça” entre a neurose e a psicose. O termo foi usado pela primeira vez em 1884, por um psiquiatra inglês chamado Hughes, depois disto, foi abordado com outras classificações, mas sempre com o mesmo significado. Reich chamava de “caráter impulsivo”. Deixando de lado a questão epistemológica e partindo para o fundamento do artigo, acredito que ainda há muita incerteza em caracterizar uma patologia como Boderline.

Vejo que a principal atribuição para esta conclusão é a tendência a auto-lesão, a pessoa que intencionalmente se machuca/ mutila por razões que estão acima do seu desejo de controle. Na verdade este transtorno vai além deste sintoma e é mais complexo do que a maioria das pessoas acreditam ser. A começar pela causa razão de sua instalação, que apesar de se ter identificado que aproximadamente 70% dos casos, estão relacionados à abusos sexuais na infância, não é o único ou principal fator que possa desencadear a patologia, também faz parte deste quadro:- ainda na infância, abandono ou negligência dos pais ou cuidadores;- exposição excessiva a experiências de humilhação e frustração;- confronto precoce com situações insolúveis;- entre muitas outras.

O indivíduo não é neurótico e nem psicótico, mas vive em uma linha sutil entre esses dois estados e a normalidade. Freqüentemente é confundido com o depressivo, mas na verdade sofre de transtorno de personalidade borderline.
É provável que você conheça uma pessoa assim: parece bem, estuda ou trabalha, é produtiva e bem relacionada, sai à noite, bebe demais, causa confusões – embriagada ou não. Um indivíduo que age normalmente a maior parte do tempo, até de repente ter um senhor ataque e brigar com meio mundo, com extrema ferocidade. Ou que trabalha com ótima performance até ter impulsos irresistíveis e fazer várias besteiras – e achar que está certo.
Mas um detalhe chama a atenção: essa pessoa irrita-se com mais facilidade que o normal e sai de seus ataques de cólera como se nada houvesse acontecido e nem entende por que o outro ficou magoado, como se tivesse dificuldade em apreender a realidade. Pois existe uma dificuldade mesmo, já que sofre de uma doença – o transtorno de personalidade borderline.

O mesmo ocorre com relação aos sintomas ou características do Boderline. Conforme citado acima, a principal característica apontada é a auto-lesão, no entanto, isto por si só não basta, de forma alguma para determinar este distúrbio. Existem outros sintomas, que auxiliam a formar um quadro mais preciso de identificação:

critérios são:

  1. Esforços frenéticos para evitar um abandono real ou imaginado.
  2. Um padrão de relacionamentos interpessoais instáveis e intensos, caracterizado pela alternância entre extremos de idealização e desvalorização.
  3. Perturbação da identidade: instabilidade acentuada e resistente da auto-imagem ou do sentimento de self (si mesmo).
  4. Impulsividade em pelo menos duas áreas potencialmente prejudiciais à própria pessoa (por ex., gastos financeiros, sexo, abuso de substâncias como drogas e bebidas, direção imprudente, comer compulsivamente, roubo compulsivo e patológico, entre outros.).
  5. Recorrência de comportamentos, gestos ou ameaças suicidas ou de comportamento automutilante.
  6. Instabilidade afetiva devido a uma acentuada reatividade do humor (por ex, episódios de intensa disforia, irritabilidade ou ansiedade geralmente durando algumas horas e raramente mais de alguns dias).
  7. Sentimentos crônicos de vazio.
  8. Raiva inadequada e intensa ou dificuldade em controlar a raiva (por ex, demonstrações freqüentes de irritação, raiva constante, lutas corporais recorrentes).
  9. Ideação paranóide transitória (por ex, sentir-se perseguido) e relacionada ao estresse ou severos sintomas dissociativos (por ex, a despersonalização e processos amnésicos intensos).

OBS: Quero deixar claro que o transtorno de Boderline não é  nenhuma FRESCURA, é uma doença séria , só que ela é aberta por dentro, ninguém enxerga, que dói até mais do que se fosse por fora!

Fonte-http://www.redepsi.com.br/portal/modules/smartsection/item.php?itemid=1438

http://nuncaduvidei.blogspot.com/2009/04/cid-1otranstorno-de-personalidade.html

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

Amor Rapidinho!

 

No corre-corre do dia-a-dia, com a vida lotada de compromissos, muitos casais se vêem sem espaço na “agenda” para o sexo. Casais com filhos pequenos, por exemplo, sabem bem do que estamos falando.
Quando não dá pra planejar muito os momentos de luxúria a dois, o negócio é aproveitar aquele tempinho que sobrou depois do café-da-manhã, aquela meia horinha antes do compromisso e por aí vai.
É nessa hora que entra em cena a famosa “rapidinha”. E quem disse que esse “estilo” não pode ser gostoso? Afinal “sexo rápido” é melhor do que ausência de sexo, não é?
Na rapidinha, a relação acontece em poucos minutos, geralmente desacompanhada de preliminares. O casal vai direto ao ponto e procura obter a mesma satisfação que teria em uma relação mais demorada. Por isso, nessa hora, cumplicidade e intimidade são fundamentais.
Tudo bem que ninguém quer viver de “rapidinhas”, mas incorporar essa alternativa prazerosa no meio da mesmice da rotina pode apimentar um relacionamento. Sabe aquele clima de “loucurinha” da juventude? Pode ser extremamente excitante. Dá até para incorporar à modalidade “rapidinha”, lugares e posições sexuais inusitadas.Tome a iniciativa se for preciso. Aposto que ele vai adorar!

OBS: PREVINA-SE DA DST  [doenças sexualmente transmissíveis]E  DA GRAVIDEZ INDESEJADA.

USE CAMISINHA SEMPRE!

 

BELA FLOR PORTUGUESA!

https://i0.wp.com/data.whicdn.com/images/11744644/tumblr_lo10vqdYUF1qkf588o1_500_large.jpg

Amar!


Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: aqui… além…
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente…
Amar!  Amar!  E não amar ninguém!

Recordar?  Esquecer?  Indiferente!…
Prender ou desprender?  É mal?  É bem?
Quem disser que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente!

Há uma primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder… pra me encontrar

Florbela Espanca 

Fonte-http://www.revista.agulha.nom.br/flor.html

Beleza Natural!

Como podemos perceber, através dos séculos as mulheres sempre tiveram um ideal de beleza para se inspirar, e se escravizam se não conseguem fazer parte deste seleto time que a mídia dita. É natural até mesmo encarar um regime, academia ou mesmo cirurgia plástica para ficar mais próxima a esse ideal. Porém, leia direitinho o que vou escrever para não se tornar um ser bizarro, isso pode ser perigoso se não houver bom senso, pois cada mulher possui uma estrutura corporal diferente e não adianta querer mudar isso. De acordo com a Dra. Deusa Pires Rodrigues, uma paciente gordinha dificilmente ficará com a cintura fina como a das modelos, nem que se submeta a uma lipoaspiração. Mesmo assim, é possível afinar um pouco a região, de modo a tornar o corpo da paciente mais delineado e sedutor.

   Outro caso comum é o de pacientes magras, com tórax estreito e seios pequenos, que pedem para colocar próteses de silicone grandes demais para sua estrutura,o resultado é um chester de pernas finas,será que elas não percebem?. Segundo o cirurgião Herbert Gauss, um implante desproporcional pode causar estrias nos seios e até mesmo necrose nos tecidos. No entanto, utilizada com bom senso, a prótese pode tornar o corpo de uma mulher nessas condições muito mais proporcional.A cirurgia plástica pode ser uma grande aliada na conquista de seu ideal de beleza, basta respeitar as limitações do seu corpo e seguir as orientações de um bom profissional. Meninas,cuidem dos seus corpos, agora ,cuidado com essas cirugias miraculosas que acabam deixando pior do que eram. E o mais importante: se amem muito do seu jeitinho!

Dr.Herbert Gauss

……………………………………………………………………………………

Calcinhas…

Calcinha_super_heroi_5_large

Brancas, pretas, vermelhas, estampadinhas. De renda ou de algodão. Lateral fina, lateral regulável, de lacinho. Transparentes, String – o bom e velho fio dental. De oncinha, com fecho ecler, strass, bolso para camisinha. Das mais românticas às mais safadas, as mulheres adoram calcinha nova e o mercado oferece opções para todos os gostos. Inclusive, os deles,rsrs..

Segundo o sexólogo Helio Felippe, os homens começam a reparar mais na lingerie da parceira a partir dos 30 anos. “Antes dessa idade, a maioria dos homens olha somente para o corpo da mulher, sem dar importância para a calcinha. Depois dos 30, o homem entende a lingerie como um elemento de fantasia sexual, um complemento a mais na relação”, afirma.

Lembrando que as mulheres gostam de vestir calcinhas sensuais, olhar no espelho e se sentirem mais bonitas. “A calcinha pode ser uma arma de sedução”, salienta o sexólogo. Quando o assunto é lingerie, as preferências são as mais variadas. Isso porque o fetiche ou “feitiço” que esse objeto erótico causa é baseado em referências infantis. “Vai da vivência e da fantasia de cada um e depende das imagens mais primárias que o homem tem nesse sentido”, explica o sexólogo.

 Imagens que também influenciam na escolha da cor da calcinha. Pretas e vermelhas, em geral, são associadas a sexo’quente’ – ou clandestino, com uma amante, por exemplo. Brancas e beges, a sexo ‘angelical’ –  outra forma de relação estável.

OBS: Só não me apareça   COM CALCINHA RASGADA OU CALÇOLA TIPO DA VOVÓ, não tem tesão que aguente…rsrsrsrs….

Kroes_doutzen_2009_nov_vs_show15_large

 

 

Human Papiloma Virus = HPV

  

PS. Recebi vários e-mails de pessoas que desconheciam a forma de contágio, de prevenção e até mesmo de cura desta DST. Para mim não é muito agradável ficar escrevendo sobre doenças,mas vejo que é necessário que se escreva e esclareça. Nosso país ainda é cheio de tabus em relações ao sexo, seja ele sadio ou não. Bem,eu toco na ferida sabendo que se ajudar pelo menos uma pessoa já estarei contente.

Muito se ouve falar em HPV, mas você sabe o que é? O Human Papiloma Virus, mais conhecido como HPV, provoca lesões de pele ou mucosa e pode estar relacionado ao aparecimento de alguns tipos de câncer. Mas, não é em todo caso de infecção pelo vírus que causará câncer.

A forma de contágio mais comum acontece por contato direto com a pele ou objetos contaminados e os HPV genitais por meio das relações sexuais, podendo causar lesões nas partes internas dos órgãos genitais femininos e masculinos ou no colo do útero.Não existe uma fórmula segura para a prevenção desse vírus, mas não usar toalhas e roupas íntimas emprestadas e usar camisinha, diminuem bastante os índices de infecção.

A prevenção dos HPV genitais só não é 100% segura, pois o vírus pode estar alojado em outros locais como a pele da região pubiana, períneo ou ânus.Uma outra possibilidade de tratamento preventivo que está surgindo no mercado é a vacina contra o HPV. Ela previne contra quatro variações do vírus, os tipos 6 e 11 responsáveis em 90% pelas aparições de verrugas genitais, e os tipos 16 e 18 existentes em 70% dos casos.

Indicada para mulheres que ainda não foram contaminadas e idade entre 9 e 26 anos, a vacina preventiva age no organismo estimulando a produção de anticorpos, divididas em três doses ainda não tem preço definido para o mercado brasileiro.Faça periodicamente os exames de rotina, eles ajudam a descobrir o vírus o quanto antes, dificultando o seu desenvolvimento.

Mesmo que o exame de papanicolau não detecte o vírus, ele indica alterações na célula, sinal de que algo está errado. Também é um indício suficiente para o médico indicar os exames específicos com o intuito de um diagnostico mais preciso.

Fonte – Programa Nacional DST/ Aids

FILOSOFIA ,SEXO,VIDA E ALEGRIA…

2387229507_4d90129f29_large


A própria filosofia que prega contra a opressão, dentro de seu antropocentrismo cego e tradicionalista, gera opressões ainda mais cruéis. Filósofos que pregam para que “se libertem os excluídos”, excluem o direito de viver de todos aqueles a quem, em teoria, defendem, pois a teia da vida é muito mais longa do que ele pode supor.

 Toda vez que se sentam para fazer um simples ritual como o de comer, iniciam um mecanismo de opressão que desfaz, literalmente, tudo aquilo pelo qual trabalharam e teorizaram. Esse antropocentrismo não os deixa visualizar que são eles também, os principais pilares que sustentam a opressão, quando se propõe a excluir uma classe que lhes é singular, em favor daquela que lhes é totalmente aprazível.

Se fôssemos tão importantes como nos imaginamos, não estaríamos atravessando tantos problemas de ordem climática como estamos. Se chegamos a esse ponto do caos ecológico de um sistema que era perfeito, de uma teia que era perfeita, é porque nossa filosofia preocupou-se apenas com a vida de determinados indivíduos renegando outros a marginalidade.

Somos os causadores desse desequilíbrio e somos responsáveis pela opressão e pelos oprimidos. Quando a teia se desfizer, levará com ela aqueles que ignoramos, tanto quanto aqueles que idolatramos e elegemos como nosso objeto de defesa, porque não conseguimos aceitar que a teia da vida era feita de cada ser composto de matéria e forma, de cada ação que a tornava mais firme.

 A decisão agora é simplesmente: aprender filosofia ou aprender a filosofar, e filosofar é amar, é desprender-se dos preconceitos arraigados no ser, somente assim poder-se-á criar uma ética capaz de evitar a opressão, de evitar as mortes e as injustiças, libertando-se a vítima, elimina-se para sempre o opressor, essa sim, a Filosofia da Vida.


Fonte -Simone Nardi

2388060270_62416fcc24_large