TRANSTORNO DE BODERLINE

Tumblr_lqmfzrv7gb1qj4ih3o1_500_large

Quando tive contato com essas palavras não comuns ao meu vocabulário, fiquei assustada e comecei a pesquisar tudo que poderia se referir a elas. Hoje, acho que muita gente deve sentir a mesma sensação de impotência que senti. Espero que esse post esclareça pelo menos um pouco sobre esse transtorno, que pode ser tratado tranquilamente.


Personalidades limítrofes, também chamadas de borderline ou fronteiriças, são descritas no DSM-IV. Por vezes confundidas (indevidamente) com personalidades bipolares, o quadro borderline se caracteriza por dificuldades em estabelecer relacionamentos sociais duradouros, mudanças de ânimo súbitas e extremas, e instabilidade de auto-imagem (inclusive identidade sexual).

É um distúrbio sério, de difícil tratamento, que calcula-se atingir cerca de 2% da população (três de cada quatro casos são mulheres).

Uma das melhores abordagens terapêuticas para o transtorno borderline é a Terapia Analítico-Comportamental

Segundo Ken Wilber (em “Tranformações da Consciência), o quadro borderline é um distúrbio do Fulcro 2, próximo do distúrbio narcisista, e tratável por abordagens de formação de estrutura. Não se trata de desfazer impulsos reprimidos, porque o paciente borderline não chegou a formar estrutura de personalidade suficiente para estar reprimido.

Critérios Diagnósticos

Um padrão invasivo de instabilidade dos relacionamentos interpessoais, auto-imagem e afetos e acentuada impulsividade, que começa no início da idade adulta e está presente em uma variedade de contextos, como indicado por cinco (ou mais) dos seguintes critérios:

Critérios diagnósticos para Transtorno da Personalidade Borderline:

  1. esforços frenéticos para evitar um abandono real ou imaginado.
  2. um padrão de relacionamentos interpessoais instáveis e intensos, caracterizado pela alternância entre extremos de idealização e desvalorização
  3. perturbação da identidade: instabilidade acentuada e resistente da auto-imagem ou do sentimento de SELF(s.m. (pal. ingl.) Psicanálise Sentimento difuso da unidade da personalidade (suas atitudes e predisposições de comportamento). / Indivíduo, tal como se revela e se conhece, representado em sua própria consciência. )

    chora

  4. impulsividade em pelo menos duas áreas potencialmente prejudiciais à própria pessoa (por ex., gastos financeiros, sexo, abuso de substâncias, direção imprudente, comer compulsivamente).
  5. recorrência de comportamento, gestos ou ameaças suicidas ou de comportamento automutilante.
  6. instabilidade afetiva devido a uma acentuada reatividade do humor (por ex., episódios de intensa disforia, irritabilidade ou ansiedade geralmente durando algumas horas e apenas raramente mais de alguns dias)
  7. sentimentos crônicos de vazio
  8. raiva inadequada e intensa ou dificuldade em controlar a raiva (por ex., demonstrações freqüentes de irritação, raiva constante, lutas corporais recorrentes)
  9. ideação paranóide transitória e relacionada ao estresse ou severos sintomas dissociativos.

FONTE:http://dicionario.sensagent.com/transtorno+de+personalidade+limitrofe/pt-pt/

Anúncios

10 pensamentos sobre “TRANSTORNO DE BODERLINE

  1. ai ai… tenho medo de ler essas coisas e descobrir o nome dos meus problemas..rsrrss

    beijos, querida! Uma linda páscoa pra vc 😉

  2. Sintomas super familiares para mim que estou no terceiro casamento e tenho pavor de separação! Minha terapeuta não gosta de rótulos, ainda bem! Um beijinho para você, se quiser, continue colocando as definições científicas das coisas para conseguirmos derrubar os preconceitos. Um dia desses um meu colega de trabalho reclamou muito de uma moça que faltou porque estava deprimida. Foi muito triste a falta de compreensão quanto ao problema da moça. Eu fiquei um pouco abalada.

  3. Gostei muito das informações. É sempre conhecer um pouco mais de nós mesmos e daquilo que pode nos afetar nessa vida louca em que vivemos.

    Ando sumida, não é Betinha? Estou na feitura da tese e no período mais difícil, que é esse do começo da escrita. Vou andar um pouquinho fora de circuito por alguns meses, mas sempre que puder passo aqui pra te deixar um beijinho, Bete querida.

    Uma boa Páscoa a você e a família!!

  4. Sou portador da Síndrome de Bordarline. Adorei saber mais da doença…

  5. Gente,
    Descobri há pouco que sou portadora do Transtorno. Felizmente descobri que não sou um “ET”, mas sinto falta de compartilhar esses sentimentos com pessoas que sintam a mesma coisa. Por favor, me remetam alguma coisa.
    Abraço,

    Veridiana.

  6. OLÁ VIRIDIANA,e olá aos portadores do tpb(transtorno da personalidade boderline ou limítrofe)é muito sofrido o que sente um paciente limítrofe, creio eu que seja muito,muito razo afirmar que não chegaram a formar estrutura de personalidade capaz de não poderem nem ter recalques, creio que tenham sim, caso contrário não haveria a confusão em torno da dificuldade de diagnosticar e ser tão relacionado a traumas na infância;Bom quero dizer a veridiana que ninguém é boder o tempo todo, se ajudar tem muitos ótimos profissionais, pessoais boas que sabem que tem estrutura de personalidade que se surtarem algum dia será de angústia, o boder é só uma estrutura de personalidade que costuma ser muito angustiada.
    ter amigos, e seguir em frente procurar terapia ou fé ajuda muito…tem coisa muito pior, não se entregue a este rótulo veridiana, a dor só é insuportável diante de muito stress e todo ser humano tem alguma estrutura de personalidade.Parabéns pela coragem de ter descoberto qual é a sua estrutura,mas não se limite a coisas que achar na internet,procure uma biblioteca de pós graduação em psicologia clínica, aonde vc mora deve ter,daí vá ler lá!!!beijos e lembre-se de viver!!!os outros não devem te assustar cuide do que vc faz a vc mesma só isso.bjos
    juju(estudo boder faz muito tempo)

  7. rssss…facil falar disso, facillllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll, VIVE ASSIM UM MINUTO DA SUA VIDA P VER SE ESCREVE ALGO SOBRE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s