Lógica!

Não me cobre lógica,
Não me peça coerência e compreensão,
Eu sou pura emoção.
Tenho razões e motivações próprias,
Sou movida por paixão,
Essa é minha religião e minha ciência.
Não meça meus sentimentos,
Nem tente compará-los a nada,
Deles sei eu,
Eu e meus fantasmas,
Eu e meus medos, Eu e minha alma.
Sua incerteza me feriu profundamente , Mas não me matou.
Suas dúvidas me açoitaram,
Deixaram cicatrizes.
Não me fale de nuvens,
Eu sou Sol e Lua,
Não conte as poças,
Eu sou mar,
Profundo, intenso, passional.
Não exija prazos e datas,
Eu sou eterna e atemporal.
Não imponha condições,
Eu sou absolutamente incondicional.
Não espere explicações,
Não as tenho, apenas aconteço,
Sem hora, local ou ordem.
Vivo em cada molécula,
Sou o todo e sou uno,
Você não me vê,
Mas me sente.
Estou tanto na sua solidão,
Quanto no meu sorriso.
Vive-se por mim,
Morre-se por mim,
Sobrevive-se sem mim.
Eu sou começo e fim,
E todo o meio.
Sou seu objetivo,
Sua razão que a razão Ignora e desconhece.
Tenho milhões de definições,
Todas certas,
Todas imperfeitas,
Todas lógicas apenas
Em motivações pessoais,
Todas corretas, Todas erradas.
Sou tudo, Sem mim, tudo é nada.
Sou amanhecer, Sou Fênix,
Renasço das cinzas,
Sei quando tenho que morrer,
Sei que sempre irei renascer.
Mudo protagonista,
Nunca a história.
Mudo de cenário,
Mas não de roteiro.
Sou música, Ecôo, reverbero, sacudo.
Sou fogo, Queimo, destruo, incinero.
Sou água, Afogo, inundo, invado.
Sou tempo, Sem medidas, sem marcações.
Sou clima, Proporcional a minha fase.
Sou vento, Arrasto, balanço, carrego.
Sou furacão, Destruo, devasto, arraso.
Mas sou tijolo, Construo, recomeço…
Sou cada estação,
No seu apogeu e glória.
Sou seu problema
E sua solução.
Sou seu veneno
E seu antídoto
Sou sua memória
E seu esquecimento.
Eu sou seu reino, seu altar
E seu trono. Sou sua prisão,
Sou seu abandono e Sou sua liberdade.
Sua luz, Sua escuridão
E seu desejo de ambas, Velo seu sono…
Poderia continuar me descrevendo
Mas já te dei uma idéia do que sou.
Muito prazer…… sou uma sobrevivente das emoções.

 Lenya Terra

Tumblr_lg2kqliyze1qgici4o1_400_large_large

Anúncios

12 pensamentos sobre “Lógica!

  1. Olá, Elizabete.
    Gostei demais do poema!
    A intensidade desses versos, define bem a complexidade da alma feminina.
    O que nem sempre é facil, já que somos mesmo mais emoção que razão.

    Querida,… a muito que quero vir te agradecer, pelos comentes carinhosos lá em nosso cantinho de versos.
    Sempre generosa para com nossa poesia.
    Muito nos alegra a sua presença viu.:) Obrigada de coração!
    Um lindo fim de semana pra você. Beijusssss

  2. Menina!!! Que lindo!!! Vc está uma escritora de mão cheia, hem?? Parabéns!!!Ameeeeeeeeeeeeeii, gostei muito.Beijinhos fofinhos.

  3. muito bom voltar sempre ao seu blog, bom de ler, muito bom de ver. Tudo vale a pena. Gosto daqui. Apareça
    Maurizio

  4. Bete, que bonito…engraçado que isso tudo que vc escreveu parece comigo…as vezes sou tapete onde todos jogam algum lixo…caio e levanto tambem…” sou fogo queimo, destruo, incinero” – mais ariano impossivel…vi seu album de familia…muito, muito lindo…como agente poderá dizer um dia que vc é apenas uma amiga virtual? – NUNCA!

    Bjs no queixo!

  5. To aqui! ainda nao consegui mudar o endereço, as vezes o blogspot fica folgado. beijooooooooooooo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s