Medo de Amar – Péricles Cavalcanti

Você diz que eu te assusto
Você diz que eu te desvio
Também diz que eu sou um bruto
E me chama de vadio
Você diz que eu te desprezo
Que eu me comporto muito mal
Também diz que eu nunca rezo
Ainda me chama de animal
Você não tem medo de mim
Você não tem medo de mim
Você tem medo é do amor
Que você guarda para mim
Você não tem medo de mim
Você não tem medo de mim
Você tem medo é de você
Você tem medo é de querer…

Você diz que eu sou demente
Que eu não tenho salvação
Também diz que eu simplesmente
Sou carente de razão
Você diz que eu te envergonho
Também diz que eu sou cruel
Que no teatro do teu sonho
Para mim não tem papel

Você não tem medo de mim
Você não tem medo de mim
Você tem medo é do amor
Que você guarda para mim
Você não tem medo de mim
Você não tem medo de mim
Você tem medo é de você
Você tem medo é de querer
Me amar…

Péricles Cavalcanti

[foto17.jpg]

* Péricles Cavalcanti nascimento21/09/1947

Carioca, filho de mãe baiana e pai pernambucano, foi criado em São Paulo — onde chegou a cursar filosofia — e morou mais tarde em Londres e Paris, na virada da década de 60 para 70. Por essa época começou a desenvolver trabalhos como compositor, tendo tido sua primeira música gravada por Gal Costa em 1973, “Quem Nasceu?”. A partir de então, teve músicas gravadas por Caetano Veloso, Adriana Calcanhotto, Arnaldo Antunes, Cássia Eller, Lulu Santos, Simone, Arrigo Barnabé, Fafá de Belém e outros intérpretes. Depois de trabalhar também com trilhas sonoras para televisão e cinema, somente na década de 90 lançou-se como intérprete, gravando em 1991 o disco “Canções” (Polygram), com o qual viajou pela Alemanha e Canadá. Por esse disco ganhou o prêmio de Melhor Compositor da Associação Paulista de Críticos de Arte. Em 1995 veio o segundo disco, “Sobre as Ondas”, pelo selo Radical Records (EMI), e no ano seguinte lançou “Mil e Uma”, trilha sonora do filme homônimo de Susana Moraes. Em 2000 assinou com a Trama, que lançou “Baião Metafísico”.
foto16
Saiba mais sobre Péricles Cavalcanti clicando : http://www2.uol.com.br/periclescavalcanti/principal.htm


Anúncios

5 pensamentos sobre “Medo de Amar – Péricles Cavalcanti

  1. Beth

    Mas vc viu so, vc tera uma xara mesmo.

    Estamos muito felizes.

    Ainda bem que podemos amar, sermos felizes e criarmos lacos.

    A fuga, deixa a pessoa sem raiz e infeliz.

    Beijinhos

  2. Elisabete Cunha, medo,medo,medo, é um arremedo, é so encarar, bélissima musica de P.Cavalcanti.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s