Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s)

 

 

Observação Importante:

 Decidi fazer este post falando sobre  as Doenças Sexualmente Transmissíveis , pois recebi muitos emails de garotos e garotas totalmente desinformados que encontraram em alguns posts que fiz a resposta para suas dúvidas. Acredito que a informação seja a chave para uma sociedade mais informada, educada e civilizada.Claro, pesquisei o tema e achei esse texto interessante e informativo.

Beijos!

Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) 

São as doenças que uma pessoa transmite a outra através da relação sexual. As mais comuns são a gonorréia, a sífilis e a AIDS.

Candidíase

  É uma doença que também é transmitida pela relação sexual. Na mulher, causa um corrimento branco, sem cheiro, com aspecto de leite talhado; os orgãos sexuais ficam avermelhados, surgindo coceira e ardência ao urinar. Pode também causar infecções urinárias, com dores fortes, manchas brancas (sapinho) e corrimento ou aspecto coalhado.

Algumas doenças ou situações podem favorecer o aparecimento da condidíase: Diabetes, gravidez, uso de antibióticos, AIDS, etc.

Condiloma acuminado 

Apresenta-se em forma de verrugas que com o tempo, começam a crescer e se espalhar.
Na mulher grávida a doença se desenvolve mais rapidamente e chega a formar tumores.
Se a doença avança muito pode ser necessário até uma operação.

Uretrites 

São inflamações da uretra (canal por onde sai a urina).
No homem as uretrites provocam corrimentos parecidos com água que saem do pênis e vontade de fazer xixi o tempo todo.
Na mulher ocorre ardência ao urinar.

Geralmente, os sintomas aparecem de oito a dez dias após a relação sexual.  

Cancro mole 

A relação sexual aconteceu. Depois de dois a cinco dias começam a aparecer feridas ou pus. No homem, elas se apresentam na cabeça do pênis. Na mulher na vulva (parte externa do aparelho sexual feminino) no ânus e, ás vezes na vagina.

Linfogranuloma Venéreo 

Febre, corpo doído, inchaço nos órgãos sexuais, pus nas virilhas e uma feridinha na vagina ou no pênis. A ferida não dói.
Nas mulheres e em homossexuais, as ínguas também podem aparecer em volta do reto, provocando dores ao defecar.

Herpes Genital 

No começo aparecem pequenas bolhinhas na parte externa da vagina ou na ponta do pênis.
Herpes genital, provoca ardência e coceira, mas não devem se coçar pois as bolhas podem estourar e virar feridas.
O tratamento não cura a doença, mais ajuda a controlar sintomas.

Como evitar? 

Duas maneiras principais de evitar essas doenças:

I. Limitar o número de parceiros; quando uma pessoa tem relações sexuais com várias pessoas, suas chances de adquirir uma doença sexualmente transmissível aumentam, pois há maior probabilidade de algum dos parceiros estar contaminado;
II. usar camisinha sempre, em todas as relações sexuais; a camisinha evita o contato direto entre o pênis e a vagina, impedindo que a doença seja transmitida através dos órgãos sexuais e vice-versa.

Essas doenças são curáveis?

A gonorréia e a sífilis, sim. Seu tratamento é feito com antibióticos, remédios que matam as bactérias causadoras dessas doenças.
A AIDS, porém, ainda não tem cura. Ela é moral. A única maneira de se proteger é saber tudo sobre ela para poder evitar o contágio.

Gonorréia: quais são os sintomas? 

O homem com gonorréia sente dor e ardência quando urina, e elimina gotas de pus pela uretra. Pode aparecer íngua na virilha. As mulheres não apresentam sintomas no início. Depois, pode aparecer dor no abdome. A mulher pode ficar estéril se a doença não for tratada.

Que fazer? 

Quando aparecerem esses sintomas, é preciso avisar o parceiro, deixar de ter relações sexuais e ir logo ao médico.
O tratamento é fácil, mas só um médico pode orientar. Remédio caseiro não adianta. Vergonha de ir ao médico é bobagem: só piora as coisas.
Com os sintomas não são claros nas mulheres, elas dificilmente desconfiam quando estão doentes. Por isso, é importantíssimo ir ao ginecologista uma vez por ano.
O parceiro de uma pessoa que está com gonorréia (ou qualquer outra doença sexualmente transmissível) também deve procurar um médico para ver se pegou a doença e fazer o tratamento adequado.

Sífilis: é uma doença grave? 

É muito grave, se não for tratada corretamente. Pode causar problemas sérios, como cegueira, paralisia, distúrbios mentais (loucura) e até levar à morte. Por isso, a sífilis precisa ser tratada com acompanhamento médico e exames de laboratório, para evitar que avance no organismo.

Como todas as outras doenças sexualmente transmissíveis, a contaminação se dá principalmente pela relação sexual. Gestante com sífilis também passa a doença para o bebê, que geralmente nasce com graves deficiências físicas e mentais.

Quais os sintomas da sífilis? 

A sífilis manifesta-se inicialmente por uma feridinha nos órgãos sexuais, que pode nem ser percebida e sara sozinha, mesmo sem tratamento. Mas o micróbio continua no organismo. Em seguida, aparecem manchas avermelhadas no corpo, que também desaparecem sozinhas. A fase mais grave da doença ocorre quando o micróbio atinge o sistemas nervoso e os órgãos internos, levando o paciente a ter febre alta, perda de cabelo, rachaduras nos pés e nas mãos, gânglios inchados, etc.

AIDS: o que é? 

AIDS é a sigla da expressão inglesa que significa síndrome da imunodeficiência adquirida. É causada por um grupo de vírus, chamados HIV, que invadem certas células; alguns tipos de glóbulos brancos do sangue; responsáveis pelas defesas do organismo contra as doenças.

O HIV multiplica-se dentro destas células e acaba por comprometer a atividade do sistema imunológico (sistema de defesa do organismo) da pessoa. O organismo do aidético fica incapaz de se defender contra infecções, como a pneumonia, a meningite, as infecções intestinais. Cada vez mais fraco, o doente acaba morrendo de uma dessas doenças que seu corpo não consegue combater.

Os primeiros casos de AIDS apareceram em 1979, nos Estados Unidos. No Brasil, a doença foi registrada pela primeira vez em 1982. Atualmente, os países com maior número de aidéticos são os Estados Unidos, o Brasil, a Uganda e a França.

Como é transmitida a AIDS

 

A AIDS passa de uma pessoa para outra através de esperma, sangue e secreção vaginal de pessoas contaminadas com o vírus.

Portanto, pode-se pegar AIDS:

I. tendo relação sexual com pessoa contaminada; o homem ou a mulher contaminados podem passar o vírus da AIDS para outra pessoa;
II. recebendo sangue contaminado através de transfusões;

III. usando seringas e agulhas de injeção contaminadas; mesmo alicates de manicure podem transmitir o vírus, se o instrumento foi usado em pessoa contaminada.  

Mães aidéticas podem passar a doença para a criança durante a gravidez, na hora do parto ou pela amamentação.

Como evitar a AIDS?

Agora que você já sabe como a doença é transmitida, fica fácil entender como pode ser evitada:

I. A transmissão por via sexual pode ser prevenida com o uso da camisinha em todas as relações sexuais e tendo-se o menor número possível de parceiros sexuais. Quanto maior o número de parceiros, maior a chance de contaminação. Quem tem relação sexual com várias pessoas corre grandes riscos. É bom lembrar que tanto o homem quanto a mulher podem transmitir a doença. Pessoas portadoras do vírus, mesmo que ainda não tenham manifestado os sintomas da doença, podem contaminar seus parceiros.
II. O sangue usado em transfusões deve ser rigorosamente controlado. O governo deve exigir que os bancos de sangue, antes de distribuí-lo.
III. Só se deve tomar injeção com seringas e agulhas descartáveis novas ou com seringas e agulhas esterilizadas. Isso porque quando duas pessoas usam a mesma seringa e agulha o sangue delas se mistura. Se uma estiver contaminada, a outra pega o vírus. É por isso que há muitos casos de AIDS entre os viciados em drogas injetáveis, pois vários deles fazem uso comum das seringas e agulhas.
IV. Agulhas de acupuntura, de furar orelhas ou de fazer tatuagens também precisam ser cuidadosamente esterilizadas. Isso vale para instrumentos utilizados por barbeiros e manicures (lâminas, alicates, etc). Como esses instrumentos podem entrar em contato com sangue de pessoas contaminadas, precisam ser adequadamente esterilizados antes de cada uso. Portanto, quando se vai à manicure, ao pedicuro ou barbeiro é bom levar o próprio alicate e lâmina.

Como uma pessoa sabe que está com AIDS?

Uma pessoa pode estar contaminada e não apresentar sintomas. O vírus HIV pode permanecer no organismo sem se manifestar por um período de seis meses a dez anos ou mais. Nesse período, a pessoa pode transmitir a doença.

Os principais sintomas que caracterizam a síndrome da AIDS são febre, diarréia constante, emagrecimento, herpes, “sapinho”, glânglios inflamados pelo corpo, manchas roxas na pele que não desaparecem com o tempo, cansaço, falta de ar, tosse.

Uma pessoa com alguns desses sintomas deve procurar um médico. Não é possível a uma pessoa saber por si mesma se está com AIDS, pois esses sinais também podem indicar outras doenças. O diagnóstico definitivo é feito apenas pelo médico, através de testes de laboratório e exame clínico do paciente

Fonte:http://www.algosobre.com.br/

About these ads

10 pensamentos sobre “Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s)

  1. É um post esclarecedor, Bete. Precisamos sempre ficar atentos.
    Saudade de você. Tá tudo bem por aí? Espero que sim.
    Um beijo e ótima semana, querida!!!

  2. Um ótimo post, Betinha! Acho que as pessoas são mal informadas, sabem muito pouco sobre seu próprio corpo e não prestam atenção aos sinais de possíveis problemas.

    Muito bom vê-la de volta!!!! Nossa, fiquei tão feliz; sinceramente estava preocupada com você, mas graças a Deus tudo deu certo. Parabéns pela força enorme que você tem sempre para enfrentar as adversidades!!

    Grande bjo e boa semana!

  3. oi Beth!

    deixei de aparecer pq tava off mesmo … totalmente fora de internet, exceto twitter que viciei de vez em qdo.

    agora que retornei vou estar aqui sempre.

    que post educativo hein … muito bom mesmo prá galera jovem…

    bjos ;-)

  4. Aqui está um exemplo do que um blogue pode fazer pela
    esclarecimento dos leitores.
    Um abraço e obrigada pelas felicitações.

  5. valeu vc e o seu site me ajudaram muito no meu trabalho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s